Clinica Odontológica Silvânia Rocha

Clinica Odontológica Silvânia Rocha
Clinica Odontológica Silvânia Rocha

Bem vindo, você é meu visitante número:

contador

Lomadee

Viaje pelo mundo com a ZARPO!

Patrocinando Em nossas Vidas

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

MUITO ALÉM DAS PALAVRAS E SENTIDOS: O ANJO - Filme completo

Eu estava aqui passeando pelo google+ e me deparei com esse post...
Muito lindo e tem haver com as coisas que acredito no que tange a minha religiosidade




Bjs 

Debby :)





MUITO ALÉM DAS PALAVRAS E SENTIDOS: O ANJO - Filme completo: Título: O ANJO Autor: Marcelo Niess Direção: Marcelo Niess  Assistente de direção: Guilherme Nau Produção: Lui...

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Carta do Leitor - Prazer em conhecer C&A



A Maria a principio achou que se tratava de um trote quando leu seu nome completo pelo celular. Dizendo o seguinte:
" Olá sei que você não me conhece, se te chamar para almoçar acredito que não vai aceitar, te achei muito linda e gostaria de te conhecer melhor. Podemos nos encontrar na CeA do shop por volta das 14 ? Calos"

Maria achou uma ousadia tão grande e uma falta de educação tremendas mas ficou com umas centenas de pulgas atrás  da orelha. E ficou pensando nessas armadilhas que a gente vê por ai. Mas tinha ido realmente no shop e lembrou que a moça pediu alguns dados de atualização do seu cadastro.
A maria é design de interiores e chamou duas amigas do seu clube da luluzinha para irem com ela. E foram....

Agora o texto que você vai ler será com as palavras da própria Maria
-- Debby o safado anotou meus dados enquanto eu atualizava meu cadastro na hora de pagar no caixa da CeA , acredita nisso ? rsrsrsrsrsrsrsrs

Fiquei achando que era um trote.
Mas chamei duas amigas e paguei para ver, quando chegamos lá fiquei procurando uma figura com as características que ele informou. Ficamos andando de um lado para o outro até chegar no caixa que fiz pagamento no final de semana anterior. Mas tinha tantos homens que ficou difícil achá-lo de primeira.
De repente meu celular toca e o número era desconhecido, não me pergunte o motivo, mas meu coração gelou. Quando atendi, uma voz que nunca tinha escutado mas que me deu um tremendo de um choque por dentro, disse:
"- Oi sou o João e te passei o sms, ontem. Estou no celular andando na sua frente , se você se virar para a direita vai dar de frente comigo no celular.

Debby pensa num tipão, bonitão, charmoso e cheiroso foi o meu João quando nos olhamos pela primeira vez. As meninas caíram matando claro ! rsrsrsrsrs
Dai em diante para sair ele sempre dizia, se quiser pode levar suas amigas também.
Mas essa atitude dele foi me dando tanta segurança,e eu fui gostando do jeito dele a cada encontro. Fora o lado palhaço dele, meninão apesar da idade, sabe?
Nesse primeiro conto fomos a um restaurante ali mesmo no shop. Tomamos refrigerante e começamos a nos conhecer.
Fomos no cinema ainda umas duas vezes mas as amigas que eram as mesmas de sempre, levaram seus respectivos. Que simpatizaram e muito com Carlos.

Então!
Os dias foram passando e a afinidade entre eles só aumentando.
Os meses passaram e hoje surge a vontade deles casarem. A Maria disse que o João passa mais tempo na casa dela no que na dele.
Mas o sonho dela é casar com ele numa igreja.
Ainda não pensam em ter filhos por enquanto, hoje os dois curtem e muito um ao outro, suas famílias também aos poucos se interagem.

Imagina a crise de risos que eu tive ao ler o e-mail da Maria.
Fiquei imaginando desde o nervosismo dela no primeiro encontro a cara de pau dele olhando ela e copiando (claro! ) os dados dela. kkkkk

Bem se você tem alguma história de sua vida, triste, bonita, feia, alegre... se quiser ouvir um conselho, uma ajuda.
Puxa a cadeira senta e me manda um e-mail ...

Bjs
Debby :)




segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Não! Eu não sei



Não sei viver além das minhas fronteiras emocionais.
Além de mim mesma e do que estou disposta a me responsabilizar
Assim como não sei obrigar alguém a ser algo que ele(a) não tem aptidão e muito menos força de vontade ou disposição para ser.
Não sei invadir a sua privacidade sem sua permissão, sem sentir a quantidade exata de liberdade que o nível da nossa amizade venha a permitir.


Não sei caminhar pela praia com os pés calçados ..... só me sinto andando descalça. E se me encontrar assim qualquer dia por ai, pode apostar que meus moinhos de ventos internos estão a toda, a mil. E é na natureza que minha bateria vou recarregar e a minha paz reequilibrar.


Não sei iniciar a leitura de um livro sem ler a folha de rosto, dedicatória,epígrafe (título ou qualquer frase curta ), sumário, prefácio, agradecimentos e/ou introdução. E não! Não começo um livro sem ler até o final.


Não sei ficar insistindo quando o meu silêncio pede para o teu silêncio respeitar. E não! Não  consigo repetir mais de uma vez algo que o teu entendimento não consegue compreender.

Não sei andar sorrindo quando a minha alegria esta triste. Posso ate chorar quando estiver perguntando a Deus o porque. Mas estou aprendendo a viver cada problema por vez, a viver um dia de cada vez e no entardecer a Deus agradecer.


Não sei acordar sem orar, sem pedir a Deus para meus filhos e a minha família abençoar.
Não sei deitar sem antes ficar no minimo  10 minutos observando meu João dormir, quando me vejo estou horas viajando no tempo em cada fase de seu crescimento e de repente o que antes era observação se transforma em oração.



Bjs e uma excelente noite 
Debby :)

sábado, 22 de fevereiro de 2014

A arte da Paulinha


Você já está carequinha de saber que gosto de cozinhar
Mas meu forte é almoço, jantar... comidas no geral porque quando se fala em doces, bolos, confeitaria sou uma negação kkk
Conheci a Ana Paula Abreu tem mais de 05 anos no grupo do Eddyr chamado Arca ... não é isso Paulinha.
Sempre respondendo todas as minhas mensagens nossos laços foram se estreitando, até que facebook nasceu, instagram e nos esbarramos nessa onda virtual. E ela postando uma foto aqui e outra ali.


PIMBAAAAA
Pena que ela mora longe de mim, quer dizer, tem um lado bom, não corro o risco de engordar kkkkkk

Mas ela faz de tudo para qq tipo de eventos


Natural de sete lagoas, hoje ela mora em Itumbiara, então se você quer se deliciar mais...
Fica a vontade.



O bom é que olhar não tira o pedaço né ? kkkk

Se quiser mais informações, fazer coração, degustação.. me manda um e-mail que entro em contato com ela. A verdade é que a bonita aqui kkk não pediu autorização dela para passar os dados de contato. Mas ela autorizando eu venho aqui e informo tudo.
Amei esse bolo.




Bjs

Debby \:)






quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Música que te faz chorar {#BCMusical}



Então aqui estamos mais uma vez em uma blogagem música da Moça de Família - Dani Moreno.
E o tema de Hoje é Música que te faz chorar.
Bem como a minha lista de intensidade é imensa kkk vou enumerar algumas 

1) A primeirona do meu hit é Padre Marcelo com Noites traiçoeiras...

Não tem jeito onde ela tocar eu estarei chorando. O problema é que essa música me faz ir de encontro direto com Deus.. é uma coisa meio surreal, uma viagem um tanto quanto astral, mas que me tira do chão e me faz levitar em prece.


2) a segunda e que me faz chorar igual é a Basta querer em que ele canta com o Mauricio Maniere... e agora mesmo buscando ela no youtube logo na primeira estrofe meus olhos marejam.... não tem jeitooooo


3) E essa música me faz a alma levitar... e num estado de prece ficar. É onde agradeço por tudo, tudo que se move e respira ao meu redor, é quando agradeço pelos meus filhos as maiores bençãos da minha vida, a minha família, o meu mozão e todos aqueles que moram em meu coração. É quando peço por todas as mães do mundo, estejam sorrindo ou chorando, que Jesus em sua bondade leve sempre a cada uma delas o lenitivo necessário, a paz necessário e acima de tudo o sentimento de renovação de fé.


4) Essa música do Louis Armstrong eu ouvi pela primeira vez quando assistia "Bom dia Vietna" e chorei logo que esse solo de saxofone perfeito ecoou em meus ouvidos. 



Então já deu para perceber que além de tagarela sou manteigonaaaaa kkk

Valeu Dani , via lá, correeee, no blog da Dani e se delicie com essa blogagem

Bjs e até a próxima
Debby :)

domingo, 9 de fevereiro de 2014

Carta do Leitor - Ciumes eu ?



Maria é de Curitiba, tem 30 anos e tem um ultra-mega-power problema em seu relacionamento. Ciúmes!
Pode parecer um assunto um pouco banal mas o ciúme quando descontrolado pode sim, por fim a uma relação que teria tudo para dará certo.
Namorando com o João vai fazer 2 anos, está sentindo os sintomas e o cansaço do João em virtude do ciúme que ela mesma confessa ser exagerado.
Andei pesquisando em alguns sites sobre esse assunto tão intrigante.
Mas a Maria "desabafou" alguns momentos entre os dois que acho decente não divulgar aqui no blog mas falar sobre o seu e-mail de uma forma geral.
E quem, quem não sente ciúmes?
Quem já não ficou se mordendo, triturando de raiva por dentro querendo matar uma ou umas de repente ? kkkkkk
Em minha resposta eu disse a Maria que euzinha já fui muito, mas muito, muito ciumenta. Mas que com o passar dos anos e o próprio namorado ensina que esse não é caminho e nem solução para amenizar a situação.
Ciúmes é um dos sintomas da insegurança, internalização e imaturidade, do medo da perda , daquele ser ou daquela coisa que consideramos nossa.
Enfim andei lendo sobre esse sentimento para ajudar a Maria e descobri que o ciumento(a) tem a terrível mania (meio que inconsciente ) em alguns casos de querer mandar, controlar alguns setores da vida do amado(a).
E como aconselhei a Maria um dos exercícios que acredito funciona e que muito me ajudou. É enxergar o outro como uma pessoa independente de mim, enxerga-lo(a) como um ser , um individuo tal qual como eu, com sonhos, desejos, gostos , gestos e suas particularidades que devem e precisam ser por mim respeitados.
Então!
Li no site de um psicólogo que agora me fugiu o nome que até a respiração, meditação, yoga ajuda pessoas com ciúmes crônicos. E procurar ter uma vida um pouco independente da vida dele(a), manter suas amizades, respeitando a deles.
E diálogo... é essencial, imprescindível para o sucesso de qualquer relação.
Maria tem a mania de andar olhando o face do João .... e outro dia ligou para ele fervendo com um comentário de uma "amiga" no mural dele. Depois que soltou literalmente o canil nele. Se arrependeu do que disse.
Mas o arrependendimento geralmente ou quase sempre nos visita tarde... né ?
Na resposta da Maria eu disse que talvez o face e a mania de ficar bisbilhotando a vida dele(a) fosse uma excelente oportunidade da mudança que ele tanto deseja.
Tente, exercite ver com outros olhos, o da naturalidade...
OU
Não olhe, foque em outros setores da sua vida, dê mais liberdade aos seus pensamentos. Não aprisione tanto a imaginação em pensamentos negativos e destrutivos.
Mas somos humanos e acima de tudo imperfeitos mas querer sempre foi poder.
E com Força, Foco e Fé conseguiremos vencer qualquer obstáculos. Principalmente quando o assunto em questão é a nossa melhoria e crescimento interior.
Segue algumas dicas do psicólogo Felipe de Souza


Se você não pode controlar o que ela pensa ou sente (muito menos do que você poderia controlar o que ela faz ou deixa de fazer)… como acabar com esta característica do ciúme?
Simples: lembre-se desta frase: “Dê a quem você ama: asas para voar, raízes para voltar e motivos para ficar”….
Ao invés de criar a imagem das garras que agarram um objeto qualquer, crie para o seu amor a possibilidade de voar, de ser livre, de pensar e sentir como um ser humano real (e não como um objeto que é posse sua), e…assim… se a pessoa voltar, terá motivos para voltar…e voltar…e voltar…

Bjs e até a próxima carta do leitor
E se você ai tem alguma dica para ajudar a Maria pode comentar a vontade.

Debby :)

sábado, 8 de fevereiro de 2014

Sons do Silêncio


 
Algumas vezes sinto uma parada no tempo, apesar de saber que tudo ao meu redor o tempo todo está em constante movimento.
Sempre fui um tanto quanto quieta apesar de tagarela, vá entender. kk
Mas são os sons do silêncio que mais me ensinam, é onde me sinto mais eu. É quando mergulho fundo.
Ontem a noite estava aqui na varanda, curtindo uma baita de uma saudade do meu amor, nossa e como o coração fica pequeno e o silêncio vem com tudo. Por mais que a tv esteja ligada os meninos estejam naquele folia. Eu ensurdeço e nessa hora aqui deitada olhei para o céu e vi a lua, lá longe.
Tirei uma foto e mandei pro amor no whatsapp...kkkk
Olhando a lua vendo as suas curvas indefinidas, suas sombras.
Eu ouvi o som do meu mundo noturno. As crianças correndo aqui pelo condomínio, depois cada uma delas se saindo e o silêncio novamente reinando.
Você já está carequinha de saber que a insônia quase sempre fica comigo a maioria das minhas noites. E ontem a noite não podia ser diferente.
Então o filme aqui acabou a varanda ainda aberta, pude vê-la novamente lá bem mais longe dessa vez... tímida dando vazão a escuridão da madrugada.
E ouvi grilos lá em baixo, o vento, a brisa também faz barulho.
 
 
É quando fico aqui comigo, me perguntando, me respondendo, me observando.
E vi Tiago dormindo ao lado de João e como o tempo passou ... outro dia estava amamentando o João, passando pela minha via crúcis como meu pequeno recém-nascido.
Vi as voltas que a minha vida deu, os atalhos que me perdi querendo chegar mais rápido a lugar algum.
De repente me vi rindo sozinha lembrando das artes de cada um deles quando pequenos.
E o som do meu sorriso me despertou porque numa fração de segundos estava com ar de ausência de mim mesma, me buscando onde a minha saudade queria me levar..
Para os braços do amor
Mas a vida, a lógica do nosso caminhar, das nossas próprias escolhas, tem razões que a própria razão desconhece.
E lá estava eu, altas horas, com meu branquinho ( celular, que o amor me deu kkk ) vendo nossas fotos. E rindo, nossa rindo muito.
Porque se tem uma coisa que o meu mozão faz além de proporcionar momentos de muita alegria, de felicidade... é sorrir.
 
 
 
E foi nesse silêncio ainda sem sono que ouvi a minha gratidão em forma de prece, agradecendo a Deus por ter caminhado até aqui. Pelos meus erros principalmente pois foi errando que tenho certeza que em alguma coisa acertei. 41 anos de acertos e desacertos, de conceitos formados, alguns reformados e outros simplesmente descartados.
A agradeci por estar (acredito eu) aprendendo a cada novo dia a viver com tudo aquilo que Deus me proporcionar como suficiente.
 
Bjs e até o próximo post
Debby :)
 
 
 

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Carta do Leitor


 
A Maria tem 37 anos de idade, moram em Bento Gonçalves tem 2 filhos.... e uma história linda para nos contar.
Maria estudou com o João desde o ginásio na mesma escola, no mesmo bairro...
O tempo  passou, a vida caminhou e nem tudo mudou.
A admiração pelo João só aumentava e a Maria com o João sonhava acordada.
Até que num belo dia numa festa típica gaúcha o João olhou para Maria de uma forma..
 
Essa forma que os olhos pedem um beijo, o arrepio um contato.
Em que ficamos horas e horas voltando no tempo ouvindo músicas românticas, nos ligamos em poemas e poesias...
Enfim em que a primavera parece florir em qualquer estação do ano.
 
E foi.. se conheceram, namoraram e chegou o dia em que estavam numa festa de família com quase 2 anos e meio de namoro. O João levou uma aliança e pediu a mãe da Maria em casamento.
 
 
P A U S A  1
O inicio de um casamento eu acredito que é a fase mais importante de um relacionamento, porque acredito que ainda estamos naquela fase de encantamento em que tentamos mascarar (o que eu penso ser natural) nossos defeitos, camuflar alguns vícios enfim.. nos maquiar para o outro melhor nos enxergar.
Mas é justamente essa rotina, esse dia a dia que nos dá os sinais mais do que claros de que vamos dormir e acordar com aquela mesma pessoa durante todos os dias da semana , nos meses e anos que nos dispomos e ficar juntos.
Constituir uma família eu penso ser um dos empreendimentos mais difíceis, caros e lucrativos emocionalmente falando. é quando aprendemos que o amor, o carinho, o afeto e o sentimento quando sincero, quando verdadeiro e quando humano... e que vale a pena peitar essa empreitada.
 
F I M  DE  P A U S A 1 
 
Vamos encontrar a Maria depois de mais ou menos 10 anos de casamento, pensativa.. voltada e a cada dia mais apaixonada pelos filhos e um João um tanto quanto ausente de casa, que abusava um pouco da bebida e que se mostrava longe de ser aquele João carinhoso de antes.
Até que numa noite João chegou mais alto do que nos dias normais, começou a reclamar de tudo em casa, pedir as coisas gritando a Maria.
Que com o carinho materno de sempre.. colocou os filhos para dormirem alegando que o pai teve um dia difícil de trabalho e que estava muito cansado.
Nessa noite
 
e... gente antes de continuar eu queria agradecer de todo meu coração a coragem e a confiança da Maria.
Coragem porque o que irei escrever de agora em diante, talvez choque um pouco.
E confiança porque ela que sempre lê meu blog , resolveu escrever de forma particular a sua história.
 
Nessa noite João agrediu Maria por motivos e detalhes que só a ela pertencem. E praticamente a violentou.
A Maria chorou por duas noites seguidas, duas mesmas noites que o marido não dormiu em casa.
Maria sempre foi temente  a Deus frequentava uma comunidade religiosa em seu bairro e algumas de suas amigas sentiram a sua falta.
 
Para algumas de nós a situação vivida por Maria pode parecer um caso absurdo, que ela deveria ter feito isso ou aquilo.
 
Mas para um coração que ainda ama, que é mãe a esperança é a ultima que morre e se mudarmos isso ou aquilo a situação pode melhorar.
 
A situação de Maria não melhorou e só agravou... ela tem algumas amigas da igreja que contava nos dedos e sabia que podia confiar. A sua família jamais teria coragem de contar. Maria estava com MEDO do marido.
 
Mas a vida nos manda amizades e como eu acredito que nada nos acontece por acaso, principalmente o que nos causa, dor , decepção e tristeza. A Maria(amiga) chamou Maria num dia de igreja e disse que iria com ela na policia dar uma queixa pois a LEI MARIA DA PENHA realmente funcionava no Brasil.
 

 
Os últimos meses até a Maria conseguir a separação foram dias e noites de muita tristeza.
Noites em que o João chegava altamente embriagado e eram surras e mais surras, palavrões.
A decepção, a dor da desilusão com o João foi tamanha que o que antes era bonito foi ficando feio.
Que o que antes era encanto foi dando vazão ao desencanto.
E Maria entrou num serviço de terapia para mulheres que sofreram  de agressão causada pelo companheiro. E foi graças a esse serviço que ela frequenta que após 3 anos de terapia que diz com confiança e segurança que deu a volta por cima.
 
Que os dias ficaram mais leves, tranquilos e que o amor por seus filhos , o cuidado, carinho e acima de tudo respeito da família foram essenciais para que ela saísse do poço.
 
A ultima frase no e-mail da Maria é um apelo, a você que é  mãe, esposa e principalmente mulher.
" Debby o que passei não desejo ao meu pior inimigo, foram noites seguidas de choro, orações e de tristeza. Me sentia tristeza e teve momentos em que acreditava que eu tinha algum problema, porque o João não era o homem que ele se transformam. Que suas leitoras não permitam que seus maridos bebam muito, que exista o controle desde o começo, porque quem bebe todos os dias se torna alcoólatra. Que nunca deixem de acreditar em Deus e que por mais que em alguns momentos elas se sintam sozinhas que um dia o próprio medo vai dar coragem , força e fé para darem a volta por cima".
 
Gentem eu resolvi não entrar nos detalhes que a Maria mandou por uma questão de preservar e respeitar a história de vida dela, até porque o esse bloco do blog nasceu em mim depois de ler esse e-mail da Maria.
 
Bjs e até o próximo post
 
Debby :)
 
 
 
 


Você vai gostar de ler

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Campanha de incentivo a Leitura

Campanha de incentivo a Leitura
Vamos ler mais e melhor!